A IMPORTÂNCIA DOS ESTÍMULOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO BEBÊ



Como pedagoga, sempre estudei sobre a importância dos estímulos para as crianças em seu desenvolvimento e como professora na educação infantil pude ver na prática. Mas quando fui mãe vi muito mais profundamente o quanto um simples estímulo afeta a vida do bebê.
Quando o Tutu nasceu, pude notar que ele já tinha alguns pequenos traços da sua personalidade, mas com o passar dos dias, a cada nova experiência, ele ia absorvendo o máximo possível e sempre mostrava resultados disso.
Tudo que ele tem aprendido depende de mim, das pessoas do seu convívio, do meio em que ele está e de todos os estímulos que ele recebe. Às vezes, a quantidade de estímulos não é tão importante, mas sim a qualidade deles.

Por exemplo, conversar com ele. No começo eu parecia uma boba falando com ele e ele nem aí comigo, mas eu sempre insistia e conversava normalmente, sem “Tati bitati” (sabe, aquela fala infantilizada, que só atrapalha!!). Hoje ele “conversa”, participa de tudo, e solta seus primeiros sons. Tudo por causa do estímulo.
O estímulo para a fala deve sempre acontecer de maneira sintética, não adianta falar frases enormes, rápidas e de maneira infantilizada. Dizer frases objetivas como “O bebê quer mamar?” “Onde está a mamãe?” “Vamos brincar?” e SEMPRE olhando para o bebê, pois ele foca o movimento dos lábios e tenta imitar. (Pode testar, é batata!)
Outro estímulo mega importante é o da música. Durante a gestação procurava colocar um CD enquanto tomava banho, massageava a barriga e outros momentos. Depois que Tutu nasceu, continuo colocando o mesmo CD enquanto ele toma banho, enquanto amamento, etc. Acreditem, toda vez ele reconhece a música! Dá muita risada e parece estar se divertindo.
Cuidado para não exagerar no volume e no ritmo da música. Prefira as mais calmas num tom tranqüilo para o ouvidinho do bebê.
Agora que o Tutu já está enxergando bem melhor (farei um post sobre isso. Aguardem!), procuro ler algumas historinhas para ele. Esse é um estímulo super importante também! Quando ele está calminho no berço, na amamentação ou em algum outro momento (tranquilo), procuro ler para ele e mostrar o livrinho. Ele já foca o olhar nas imagens e presta atenção enquanto falo. É óbvio que ele ainda não entende nada, mas o estímulo à leitura desde cedo ajudará em diversos aspectos como atenção, concentração, etc.

Enfim, todos esses estímulos, que hoje podem parecer sem importância, contribuirão para o desenvolvimento da linguagem, comunicação, atenção, socialização, gosto pela leitura, desenvolvendo seu cérebro de maneira integral e harmoniosa, estimulando funções importantes e podendo evitar as conhecidas “dificuldades de aprendizagem” futuramente!!
Tente você também, é gostoso, divertido, cria um vínculo com o seu bebê e você o estará ajudando sem perceber! É importante começar desde a gestação, ou então quando eles ainda são bebês! Se o seu já passou dessa fase, tudo bem, sempre dá tempo! O importante é não deixar de fazer!!


Boa sorte!

Um comentário:

  1. Tdo que vc escreveu eh fato. O Miguel sempre foi mto estimulado pela mamae aqui e qdo entrou foi para escolinha, aos 2 anos, sabia mais que as crianças da própria escola. Acabou sendo promovido de turma, rs. Imagine o orgulho?!?!!?!?! Hein, hein? :D
    Parabéns mamae!!! Eh isso aí, o bb depende mto de nós!

    ResponderExcluir

Obrigada! Sua participação é muito importante!

Tecnologia do Blogger.