VIDA DE MÃE

Olá pessoal, tudo bem?
Lembram-se do post sobre os brinquedos do Arthur?
Pois bem, hoje vou dar continuidade a ele, falando sobre os brinquedos não estruturados como havia prometido.

Vocês sabem o que são brinquedos não estruturados?
Isso eu aprendi na faculdade, mas só fui ter real noção na prática em sala de aula e mais ainda quando me tornei mãe de um explorador em miniatura!

Os brinquedos não estruturados são todas aquelas bugigangas que, de fato, não são brinquedos, mas acabam sendo e viram até os favoritos da criançada!

Por exemplo, qual mãe aqui já não se deparou com essa situação (no caso um exemplo que que vivi):
No aniversário de um ano do Arthur, estávamos abrindo os presentes quando ele viu sua maior paixão, a Galinha Pintadinha! Ele se empolgou de tal forma que murmurava por ela e "pedia" que ela fosse aberta logo! Eu rasgava o embrulho e ele delirava de alegria! Quando a dona galinha finalmente saiu da caixa, Arthur mais do que depressa agarrou... A CAIXA como se ela fosse o melhor presente do mundo!

Que mãe aqui nunca teve seus potes de plásticos furtados e transformados em bateria, barcos, e tudo mais que a imaginação dos pequenos permitir?

Pois é, esses são os brinquedos não estruturados.
Lá na escola temos uma caixa só com embalagens de produtos e as crianças amam brincar com elas! É um momento riquíssimo para exercitar o lúdico, a criatividade, a fantasia e muitas outras coisas!
Aqui em casa, tudo vira brinquedo, o que, às vezes, não é tão legal, já que tem coisa que não dá para ser brinquedo! Essas coisas, são tiradas de circulação, mas o resto...
Arthur ama pegar os potes da cozinha, as caixas de supermercado, os controles velhos, as embalagens vazias, e tudo, tudo que ele possa brincar.
E é muito divertido entrar nessa brincadeira com ele!

Uma vez, há muito tempo, em um curso de contadores de histórias, me lembro de contar uma história sobre o fundo do mar utilizando alguns lenços meus e algumas piranhas de cabelo coloridas, tudo guardado em uma caixa.
Lembram-se da nossa queria Tv Cultura, com aqueles programas que contavam histórias com diversos objetos diferentes?
Esses brinquedos não estruturados invadem de uma maneira tão magnífica a cabeça das crianças e eles gostam tanto disso!

Na hora de comer isso pode ser um grande aliado com as crianças mais velhas. Eu por exemplo adorava comer na casa de uma tia por que ela me contava histórias onde cada comida era alguma coisa e os talheres eram monstros! Lembro até hoje!

Deixar que as crianças criem seus próprios brinquedos é essencial!
Além de serem baratos, estamos reutilizando, reciclando!

Quero ver você agora olhar para aquela embalagem de creme dental e não dar mais tanta importância para ela!!! Junte algumas dessas embalagens que virariam lixo e deixe seus pequenos transformá-las nos melhores brinquedos que podem ter!!

Espero que tenham gostado!
Beijos e fiquem com Deus!

8 comentários:

  1. Mais uma vez o post de hoje me chamou tanto a atenção, que li do começo ao fim, sem parar.... É assim mesmo, tudo vira brinquedo, e isso é maravilhoso, a ingenuidade das crianças me encanta!!!!! Aqui em casa, embalagem vazia de anti- transpirante vira microfone, e por aí vai... É uma delícia!!!!! Parabéns, por se preocupar em colocar posts que nos ensinam, dão dicas e nos ajudam e muito com os pequenos!!!!! Beijos e que DEUS abençõe!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom saber disso!
      Que bom que gostou!
      Grande beijo!

      Excluir
  2. Olá!
    Adorei o post, a minha pequena está começando com essa fase onde tudo é brinquedo, os meu potes de plásticos ficam na parte baixa do ármario então ela abre aquelas portas e ali vira um playground, eu adoro ver como ela se diverte com isso, Também dou caixas e embalagens de produtos ela adora!
    Assim eu percebo que não precisa de muito para se feliz, basta ter imaginação!
    Adorei o seu cantinho estou seguindo!
    Beijos Estefani e Mari
    http://mamaey.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou!
      É muito divertido né?
      Bjos e obrigada!

      Excluir
  3. Nossa Juh, que bacana! Nem sabia que existia um termo para designar os "cacarecos". Aqui em casa eu falo que a Rafaela é "sucateira", pq ela realmente prefere as bugigangas que os brinquedos dela!! kkkkkkk
    Adorei o post!!

    Super beijo!! =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehe pois é! O nome chique é assim mesmo! Mas cacarecos fica até melhor!
      Obrigada querida!
      Bjoss

      Excluir
  4. Parabéns pelo Post!
    Quanta boa informação,... fiquei até triste quando acabou o texto, queria mais!!! Foi uma aula e tanto saber e relembrar alguns pontos que desconsideramos no corre-e-corre do dia-a-dia com nosso pequeno!!!
    Coletivo de BjÃO pra vc!
    S2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amor obrigada! Que bom que gostou! Fico muito feliz!
      Bjos e mais bjos

      Excluir

Obrigada! Sua participação é muito importante!

Tecnologia do Blogger.