VIDA DE MÃE

Olá pessoal, tudo bem?

Hoje vim falar de um assunto mega importante para vocês que saiu na revista Crescer de Novembro e eu achei de super importância e resolvi trazer para o blog!

Imagem google
Vocês sabiam que a desidratação é um problema gravíssimo e historicamente é uma das cinco principais causas de morte em crianças até 2 anos?
Pois é! Eu sabia que ela não era uma coisa muito legal, mas não fazia ideia da sua gravidade!

A Crescer trouxe uma reportagem muito bacana sobre isso e eu vou contar para vocês ela detalhadamente, até porque o verão está aí e essa é a época mais propícia para a desidratação acontecer!

O clima quente aumenta a proliferação de bactérias e com isso a contaminação de alimentos acarretando em gastroenterites, inflamações que causam diarréia, vômitos e transpiração excessiva. Quando a criança fica exposta ao sol ou em ambientes muito quentes (aquela nossa mania de colocar um monte de roupas achando que eles estão com frio!) o quadro só piora!

Com isso a pressão arterial e o transporte de oxigênio e nutrientes para as células fica escasso.
Agora vejam só o que isso pode causar:
  • diminuição da respiração celular, de transmissão de impulsos nervosos e da contração muscular ( inclusive batimentos cardíacos!)
  • Perda de sódio - afeta sistema nervoso central
  • Perda de potássio - arritmias cardíacas
  • Perda de cálcio, magnésio e fósforo - afeta a função neuromuscular
A desidratação em um nível grave pode causar convulsões, parada cardiorespiratórias, dentre outras complicações.

Em crianças esse processo acontece de forma mais rápida pois quanto menor a idade, menos eles sabem pedir água!
Um bebê de 1 mês pode se desidratar em uma hora!!!!!

Como saber se uma criança está desidratada?
  • Ela fica abatida
  • Olhos fundos
  • Chora sem derramar lágrimas
  • Boca e língua secas
  • Faz pouco xixi
  • Parece desesperada para tomar água ou sugar o peito da mãe
  • Em bebês, a moleira fica afundada
Ao perceber dois desses sinais ou vômito e diarréia constante, procure um médico!

Pois é, como vocês estão vendo o negócio é sério e todo cuidado é pouco!

Existem algumas maneiras de evitar a evolução de uma desidratação e a melhor delas é repor os líquidos perdidos através da ingestão de muita água e de soro oral vendido em farmácias, de sais de reidratação, disponíveis em postos de saúde ou do soro caseiro.

Como preparar o soro caseiro:
Misture:
  • 1 colher (café) de sal
  • 1 colher (sopa) de açúcar
  • 1 litro de água mineral filtrada ou fervida
 Se o quadro se agravar, você deve levar a criança imediatamente a um médico e lá ele fara o devido tratamento.

Lembre-se da importância do aleitamento materno exclusivo até os 6 meses e do uso de roupas leves para diminuir a transpiração.

Todo conteúdo teve como base a reportagem"Bem-hidratado" da Revista Crescer de Novembro de 2013.

Espero que tenha ajudade vocês!

Beijos e fiquem com Deus!

2 comentários:

  1. Adorei o post!!! Com esse calorão é ainda mais importante estarmos sempre alertas.... Eu toda hora estou oferecendo água á minha filha, dando sucos, porque eu morro de medo!!!!!! Grande beijo!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é... O assunto é sério e a gente não pode dar mole né???
      BJos

      Excluir

Obrigada! Sua participação é muito importante!