COMO ECONOMIZAR NA VOLTA ÀS AULAS

Olá pessoal, tudo bem?
O pessoal da Tindeo entrou em contato com o blog para nos dar algumas dicas de como economizar na volta às aulas de nossos pequenos.
Por isso preparam um texto bem legal e informativo para vocês, vamos conferir:

  • O custo médio da “Volta às aulas” situa-se entre R$ 230,00 e R$ 910,00 por criança.
  • Mais de 12% das famílias entrevistadas pretende gastar mais de R$ 600,00
  • Essas despesas serão divididas em material escolar (66%), livros e apostilas (23%), uniforme (9%) e eletrônicos (2%).
  • Mochilas, cadernos, sapatos e roupa infantil são os productos mais procurados. As marcas preferidas: Krea, Monster High e Barbie.

O novo ano letivo está chegando, e isso significa um dos maiores gastos anuais dentro da economia familiar. 
Um dos segredos para encarar com sucesso à volta escolar, é planejar antes de sair às compras, ou seja, estipular quanto gastar e onde gastar.
Durante a primeira quinzena de janeiro, em Tiendeo (http://www.tiendeo.com.br), site líder no Brasil de catálogos e encartes de ofertas geolocalizadas, nós preparamos uma pesquisa com mais de 1.200 consumidores. O objetivo da pesquisa é saber quanto e em que os brasileiros vão gastar  para a volta às aulas esse ano.

Planejar a volta às aulas: mais de 12% das famílias pretende gastar mais de R$ 600,00

Como e quanto vão gastar? 12% dos entrevistados pretende gastar mais de R$ 600,00 na volta às aulas. Essas despesas são divididas em material escolar (66%), livros e apostilas (23%), uniforme (9%) e eletrônicos (2%).
Quando e onde realizarão suas compras? As semanas mais movimentadas para as compras são as duas primeiras de janeiro. Embora um 13% dos consumidores se antecipou e fez suas compras escolares entre novembro e dezembro, aproveitando os preços mais baixos de esse tipo de material. A maioria de famílias comprará todo o material necessário em papelarias e lojas especializadas.
Como pretendem economizar? A grande maioria, um 70% para ser exato, compara os encartes e folhetos de ofertas para encontrar o melhor preço. 23% dos entrevistados aproveitará o material utilizado no ano passado, mas apenas um 3% busca descontos e cupons online e 2% compra material de segunda mão.
A marca dos produtos continua sendo um fator dominate na hora de comprar: um 74% afirma que a marca é mais importante que o preço na hora de decidir a compra.

Economizar na volta às aulas: o consumidor experiente economiza até R$ 650,00

Os consumidores no se enganam: comparar preços e planejar representa uma economia significativa na volta às aulas. Se comparamos os 29.500 produtos selecionados nos mais de 250 encartes de ofertas, as diferenças são de até R$ 680,00 por criança. Só a compra de roupa nova para a escola, varia entre R$ 139,00 a R$ 379,00. Da mesma maneira, o material escolar vai de R$ 91,00 a R$ 531,00, sobre o que podemos esperar para economizar cerca de 75%. (Ver tabela comparativa de preços do estudo realizado por Tiendeo).

Os consumidores estão cada vez mais informados, antes de ir às lojas para comprar: Este ano, a busca relacionada com o tema de volta às aulas aumentou 7% em relação a 2013. Pesquisas mais populares são mochilas, cadernos, sapatos e roupa infantil. As marcas mais procuradas: Tilibra, Krea, Monster High, Barbie e Faber Castell.

 
Quanto custa a volta às aulas?

A gama de ofertas para se preparar para a volta às aulas está ficando cada vez maior e as grandes lojas já começaram as suas campanhas de ofertas conhecendo as novas tendências de consumo e economia familiar. Verificando os folhetos de ofertas e catálogos encontramos cadernos escolares por apenas R$ 2,99 , mochilas por R$ 16,99 e canetas esferográficas por apenas R$ 0,40.

Podemos notar na tabela acima que o conjunto de uniforme para o novo curso - moletom, tênis, calça, camiseta e meias - pode variar entre R$ 139,10 e R$ 379,10 , ou seja, é possível economizar até 63%. Da mesma maneira, o conjunto de material escolar - mochila, caderno, lápis, estojo, caneta, régua, cola, lapis de cor e lancheira - pode variar de R$ 91,18 a R$ 531,56, deixando uma margem de economia de 83%.
Se fazemos um rápido cálculo, levando em consideração o número de unidades de cada produto que será comprado, as compras de volta às aulas (não incluindo as apostilas e livros escolares) pode custar desde R$ 230,28 até R$ 910,66, dependendo de onde fazemos nossas compras.


O melhor é pesquisar muito bem antes de comprar, e se necessário, ir a diferentes lojas, para conseguir o melhor preço. 

Sobre a pesquisa:


Os dados da análise foram retirados de catálogos e encartes de www.tiendeo.com.br  e são referentes as lojas seguintes: Dia, Makro, Decathlon, Saraiva, Pernambucanas, Preço Center, Super Luna, Riachuelo, Lojas Cem, Lojas Becker.


Sobre Tiendeo:

Tiendeo é uma Startup Multinacional nascida há 2 anos e meio, em Barcelona. Tiendeo geolocaliza catálogos digitais e encartes de grandes varejistas e empresas. Tiendeo.com tem como objetivo ajudar os consumidores a encontrar as melhores promoções da cidade e para isso tem mais de 1,5 milhões de catálogos consultados a cada mês.
Tiendeo está presente atualmente em 12 países : Colombia, Italia , Argentina, México, Brasil , UK, Espanha, França, EUA, Alemanha, India e Holanda.
Para mais informação: www.tiendeo.com.brwww.tiendeo.com.br/info.

(Todo conteúdo foi elaborado pela equipe Tindeo)

2 comentários:

  1. Adorei o post, super informativo.... Nessa época do ano, o material escolar tem o preço muito elevado, e não deveria ser assim, já que educação é direito de todos, e por isso mesmo, deveria ter uma lei que regularizasse e baixasse um pouco os preços.... A diferença de uma loja pra outra, pelo menos aqui onde moro, é enorme.... Daí o jeito é bater perna, pesquisar mesmo e só depois comprar!!!!! Adorei.... Beijos!!!!!!!

    ResponderExcluir

Obrigada! Sua participação é muito importante!