8 VERDADES SOBRE SER MÃE DE DOIS

Hoje eu vim aqui contar a mais pura verdade sobre ser mãe de dois!!
 
- Achava que cuidar de um era difícil!

Sim, eu sei que ter filho, independente da quantidade, não é fácil, mas eu me pego em várias situações pensando "nossa e eu reclamava desse momento quando tinha só o Arthur, olha que fácil seria se fosse só ele!!!" 

- Descobri habilidades inimagináveis!

Fazer tudo ou quase tudo com uma mão só, ou fazer as coisas em menos de 5 minutos, ou fazer mil e uma (antes eu fazia mil) coisas ao mesmo tempo!

- Ajuda é sempre bem vinda!

Deixando o orgulho de lado, quando alguém fala "quer que eu segure um pouco?" Seu coração bate mais rápido e você já começa a pensar em tudo o que pode fazer, no meu caso, xixi é sempre uma opção!

- Já me peguei (e me pego) pensando "será que eu fiz a coisa certa?"

Desde a gravidez eu pensava isso. Se conseguiria amar o Matheus como amo Arthur, se dar um irmão a ele era o certo, se ter dois realmente daria certo!

- Sinto saudades de quando não tinha nenhum filho!

Ah vá! Juliana que absurdo!!!! #mejulguem mas eu tenho certeza que muitas mães sentem o mesmo! E sentir saudade não significa que trocaríamos a vida de mãe pela vida de não mãe! Tenho saudade sim de acordar a hora que queria, de comer tranquilamente, de passear sem me preocupar com leite, carrinho, roupa, brinquedo! Tenho saudade da minha individualidade, dos meus momentos só meus! Mas eu garanto que não troco a maternidade para ter nada disso de volta! É só saudade mesmo! 

- Será que vou dar conta?

Essa é uma pergunta frequente na minha vida. Quando engravidei do Matheus me perguntei exatamente isso. Quando ele nasceu, quando ele chora, quando ele acorda, quando ele vai dormir. Quando Arthur sente ciúmes, quando ele fica bravo comigo por querer mais atenção, quando ele desconta no irmão... A cada novo desafio, como Matheus começar a andar por exemplo, eu me pergunto "Será que dou conta dessa?"

- Descobri que o amor de mãe não se divide! Ele se multiplica!

É impressionante como somos capazes de amar pessoas completamente diferentes, de uma forma tão intensa! Ao olhar para cada um dos meus filhos, meu coração explode em felicidade! Não há amor maior ou menor! Há amor! E ponto final!

- Não sei mais viver sem meus meninos!

Apesar de sentir saudade de não ser mãe, quando penso na minha vida sem Arthur e Matheus, me bate um aperto, um vazio, um desespero! Descobri na maternidade uma missão, um dom! Eu amo ser mãe! 

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada! Sua participação é muito importante!