DA LICENÇA MATERNIDADE PARA O "DÁ LICENÇA MATERNIDADE???"

Dia desses estava na sala com a família assistindo TV, Matheus estava tentando pegar meu peito e eu dizendo que não tinha mais tetê mas a cada palavra minha ele se estressava mais e eu já não sabia o que fazer, quando viro para meu marido e digo:


"Olha eu já tive a licença maternidade né? Tá na hora do -dá licença maternidade?-"

Na hora rimos muito mas isso gerou uma reflexão muito profunda para mim!

Ser mãe é incrível eu sei! Mas tem hora que eu não queria! 
Não queria ter que me preocupar em fazer a mamadeira, ter que levantar do sofá pra limpar bumbum de criança, acordar de madrugada, pensar na roupa do dia seguinte, na lição de casa, na comida, nas birras, na educação que eu preciso dar...

Uma vez uma amiga me disse que não quer ter filhos aí disseram para ela "mas olha você tem jeito com criança!" É ela retrucou "mas isso não é nada! Jeito eu posso ter, mas se eu tiver filho vou precisar educá-lo e isso é muito difícil, não sei se quero passar por isso!"

E mais uma vez eu parei pra pensar em como realmente é difícil! 

Para tudo somos exemplo, para tudo um porquê, uma teoria, uma conduta certa a se fazer.
Tem dias que eu só queria ser eu mesma sem precisar me preocupar se um pequeno ser em desenvolvimento está se espelhando nas minhas atitudes!

Tem dias que eu não queria ouvir 1497 vezes a palavra "mãããe" ou as frases "Mãe eu quero!" "Mãe me dá" "Mãe faz" 

Às vezes sinto medo de ser mãe! Acho que não vou dar conta! Não quero dar conta! 

Sou só uma menina que virou mãe e que não achou o manual de instruções e que apesar de ter se tornado mãe, é ser humano (pois é, ainda somos seres humanos!) e tenta dia após dia ser uma pessoa melhor, viver e aprender com seus erros e acertos! 

Acho que o mundo está carente de mães reais que falam sim dos perrengues e desabafam sobre momentos tensos que a maternidade trás consigo!

Me sinto por muitas vezes tão perdida, deslocada desse mundo perfeito que é estampado por aí! 

Mas não tem jeito, não consigo refletir aquilo que não sou, aquilo que não vivo!
Por aqui rola muito estresse, muitos erros, muitas dúvidas e incertezas! E tudo isso vai aparecer de vez em quando por aqui! 

Tá! Tudo bem que logo depois que eu disse aquela frase ao meu marido, eu olhei Matheus e disse:
"Sei que reclamo mas vou sentir falta dessa carinha de bebê!"
Também sei que escrevo tudo isso sabendo que eu não voltaria para trás em nada e não troco essa vida maluca de jeito nenhum!

Mas voltando ao assunto, quem aí topa entrar com um projeto de lei para o "DÁ LICENÇA MATERNIDADE!?"

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada! Sua participação é muito importante!