Segunda-feira, pós feriado prolongado, estava eu e os meninos na mesa jantando quando Matheus "fecha a cara" e começa a reclamar:

-Eu tô muito triste! Não ganhei nada de dia dos professores!!! Meus amigos ganharam e eu não!

Percebi qual foi a confusão que ele fez, já que o dia das crianças e o dia dos professores caíriam "no mesmo feriado", mas entrei na onda dele!

- Como assim filho? No dia dos professores quem ganha presente é o professor!

- Mas mãe, o Guilherme ganhou e eu não!

Mesmo sabendo que hoje é muito difícil tirar da cabeça da criança que presente não precisa ser dado em todas as datas comemorativas e que presente não é PRESENTE apenas, mas vai além do que se compra para o outro, eu tentei mostrar para ele as coisas legais que aconteceram.

- Filho, olha só, como você pode dizer que não ganhou nada? Primeiro, ficamos todos juntos por quatro dias inteirinhos sem precisar acordar cedo, ir pra escola e ficar longe, os avós vieram em casa, os tios e o primo também. Teve piscina, muita brincadeira, diversão e a vovó deu para você e para o irmão uma caixa de lápis de cor bem legal!

A expressão dele mudou e, acho que pelo tanto que eu disse, ele achou que realmente "ganhou" bastante coisa, mas não podia perder o jogo não é?

- Mas eu não tô brincando com meus lápis! Cadê meus lápis então?

Expliquei que estavam na casa da avó e que ele poderia pegar depois.
Resolvi continuar o papo...

- Filho, olha só... A mamãe é professora você sabe né? Então, eu tenho 70 alunos! 70 é bastante! Sabia que nenhum aluno me deu presente? Posso ficar brava e triste também?

Arthur, que estava só escutando a conversa, imediatamente solta:

- MÃE! O que foi que eu te dei hoje no carro quando você pegou a gente na escola?

- Você me deu um desenho filho!

- Então você não pode dizer que não ganhou nada uai!
(Ele usou a mesma frase que eu usei com Matheus!!!)

-É filho, realmente, não posso você tem razão!

Matheus levanta e vai em direção à porta e aponta para um pequeno vaso com uma Suculenta (tem a foto no meu insta @demeninaamae):

-Ó ó ó mãe! Olha aqui! Você ganhou sim! Ganhou sim!

- Poxa filho, bem que você lembrou! É verdade, não posso reclamar mesmo!

A equipe gestora da minha escola deu para cada funcionário uma planta dessa em homenagem ao dia do professor e eu apenas comentei em casa, mas ele guardou isso em sua memória!

Moral da história: resgatar pequenos gestos, coisas simples, de pouco ou nenhum valor financeiro, é mais do que necessário!
As crianças precisam entender que nem sempre ganharão algo material, grande e caro, mas poderão ter tantas outras coisas, às vezes muito mais valiosas!

No nosso caso, não compramos nada pois realmente não temos o costume de ficar presenteando assim, geralmente compramos algo quando eles precisam, ou sem data certa!

Aniversários, é raro darmos algo material! Fazemos a festa ou preparamos o dia especial. Eles ganham muitas coisas dos avós, tios e amigos e nunca reparam que nós, os pais, não damos.
Esse ano, estamos passando por uma situação bem difícil então, nem se a gente quisesse, conseguiríamos comprar presentes para eles, então acabamos por não dar "nada" mesmo.

Mas o que vale é a presença, o carinho e a atenção!

Receber presentes é muito bom, eu sei, mas mais vale uma flor com amor do que um ouro apenas pela obrigação!

Nenhum comentário:

Obrigada! Sua participação é muito importante!

Tecnologia do Blogger.